29 Janeiro 1989

Luiza Erundina anuncia que a Prefeitura abre mão do expediente do decurso de prazo, para obter a aprovação de projetos de seu interesse. Por meio deste instrumento – autoritário – o ex-prefeito Jânio Quadros determinava a retirada dos vereadores sob a influência do plenário da Câmara Municipal, e obtinha a aprovação de medidas impopulares que, submetidas à deliberação, certamente seriam rejeitadas. Luiza Erundina entende que, por princípio de direito, os vereadores devem votar, para aprovar ou rejeitar leis encaminhadas pelo executivo.

Trecho extraído do livro “O Governo de Luiza Erundina”, cronologia de quatro anos de administração do PT na cidade de São Paulo, de Ivo Patarra.

About Agenda da Prefeita

Através deste blog, você irá relembrar o mandato da primeira mulher a ser prefeita de São Paulo e sua administração democrática.
This entry was posted in Decurso de prazo and tagged , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s