17 de Abril de 1989

O guarda civil Maurício Máximo Pereira é espancado e torturado por três pessoas. É uma represália, advertem, por ter mexido “com o pessoal da funerária”. Foi ele quem denunciou desvio de combustíveis e tráfico de drogas no Serviço Funerário do Município, durante a gestão Jânio Quadros.

About Agenda da Prefeita

Através deste blog, você irá relembrar o mandato da primeira mulher a ser prefeita de São Paulo e sua administração democrática.
This entry was posted in Agressão and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s