11 de agosto de 1989

Luiza Erundina determina que o secretário de Administração tome providências imediatas para congelar o salário dela, “até atingir o limite estabelecido para os servidores municipais”. Em ofício encaminhado ao presidente da Câmara Municipal, Eduardo Suplicy, Luiza Erundina explica:

“É comum em nosso país os governantes serem rigorosos com os governados, desde que não submetam seus próprios interesses aos atos  de governo que editam”. A prefeita salienta que, “ao determinar uma política salarial de congelamento do teto de vencimentos dos servidores municipais, a remuneração paga pelos cofre públicos à chefe do executivo não poderia ficar à margem de tal imposição”. Ela diz que não pode “concordar que a política salarial que governa os meus vencimentos não seja a mesma que atinge os demais servidores”.

A prefeita não precisaria renunciar a parte do salário, legalmente, porque seus vencimentos são fixados pelos vereadores.

OUTRO FATO OCORRIDO NESTE DIA

Prefeita Luiza Erundina recebe comissão de Prefeitos de Alagoas | Foto:Soma

About Agenda da Prefeita

Através deste blog, você irá relembrar o mandato da primeira mulher a ser prefeita de São Paulo e sua administração democrática.
This entry was posted in Salário and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

1 Response to 11 de agosto de 1989

  1. @waasantista says:

    Exemplar! E parabéns pelo blog, sempre bom relembrar – ou (re)descobrir – os fatos do passado.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s