04 de dezembro de 1989

A Prefeitura implanta, em fase experimental, a Coletiva Seletiva de Lixo. Funciona num circuito de ruas da Vila Madalena, na zona oeste, atendendo a 3000 domicílios. Uma vez por semana, caminhões da Prefeitura recolhem sacos, distribuídos anteriormente à população, onde os moraores depositam vidros, plásticos, papéis e papelões. O material é levado ao centro de reciclagem e separação , no bairro de Pinheiros. 70% dos moradores aderem à Coleta Seletiv de Lixo. N primeira semana, recolhem-se5,6 toneladas. O material é comercializado e o faturamento, revertido em melhorias para o bairro.

São Paulo produz uma quantidade de lixo impressionante. São 12 mil toneladas por dia, o equivalente a uma fila de 2000 quilômetros de sacos de lixo de 20 litros, um do lado do outro. A Coleta Seletiva de Lixo reduz o volume de lixo que vai para os quatro aterros sanitários disponíveis. Eles costumam receber quase 90% do lixo coletado, que é enterrado, poluindo o solo e agredindo o meio ambiente. Outros 10% seguem para duas usinas de compostagem, onde o material orgânico é transformado em adubo para a agricultura. E uma pequena parte, em torno de 2%, o chamado lixo perigoso ou contaminado, proveniente dos serviços de saúde, são queimados em incineradores, em alta temperatura.

Na composição média do lixo paulistano, papéis, plásticos, metais e vidros, todos materiais recicláveis, respondem por 42% do total. Com o projeto, a Prefeitura adere a uma onda mundial. Trabalha para evitar desperdícios de materiais, que podem ser reaproveitados, e a sobrecarga dos aterros sanitários. Trechos do folheto distribuído pela Prefeitura, aos moradores da Vila Madalena:

“Nas maiores metrópoles do mundo a preocupação com a reciclagem dos materiais é constante. Muitas das embalagens dos produtos que usamos em casa podem ser reaproveitados como matéria-prima para novas embalagens. Assim a caixa de sabão em pó, feita de cartão, pode ser reutilizada na fábricação de papelão. É preciso entender que não é a caixa em si que vai ser reutilizada mas o material que vai ser picado, moído e retransformado em massa de papelão para a feitura de uma nova embalagem. Isto é reciclagem de materiais que, além do papel, pode ser realizada com vidro, plástico e metais. em todos estes processos de reciclagem há economia de matérias-primas virgens, energia de reprocessamento e, muitas vezes, economia de divisas com a redução de importação de matérias-primas.

O maior benefício da reciclagem de materiais é a proteção ambiental. Reciclando o papel a indústria não precisa derrubar mais árvores para fazer um novo papel. Cacos de vidro podem ser utilizados na fabricação de novas garrafas, com menos gasto de energia. Economiza-se tanto na elaboração das garrafas como na extração de matérias-primas básicas para a fabricação de vidro. O mesmo acontece com plásticos e metais. A reutilização destes materiais implica ainda a eliminação de gastos com importação de matérias-primas virgens como o petróleo, utilizado na fabricação de plásticos, e as sucatas  metálicas usadas em siderurgia.”

Advertisements

About Agenda da Prefeita

Através deste blog, você irá relembrar o mandato da primeira mulher a ser prefeita de São Paulo e sua administração democrática.
This entry was posted in Coleta Seletiva and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s